Perguntas Frequentes

Como descreveriam a política de responsabilidade ambiental e social da H&M?

Na H&M, gostamos de pensar na sustentabilidade como algo que podemos pôr em prática, e não apenas como algo que dizemos. Este é um processo contínuo, com um objetivo claro de melhoria constante. Este percurso requer determinação, paixão e trabalho de equipa.

A nossa visão é que todas as operações sejam geridas de forma responsável, em termos económicos, sociais e ambientais. A transformação desta visão em realidade irá ajudar-nos a melhorar o nosso negócio, utilizando menos recursos. Também nos permitirá ajudar pessoas e comunidades de todo o mundo a viver melhor. Estamos atualmente envolvidos em diversos projetos e iniciativas relacionados com estas questões. Para mais informações, visite hm.com/conscious.

A H&M visa reduzir os desperdícios têxteis, por isso, iniciámos a Recolha de Vestuário.

Em vez de deitar fora as suas roupas velhas ou aquelas peças de que já não gosta, poderá trazê-las a uma loja H&M, e nós dar-lhes-emos uma nova vida. Desta forma, trabalhamos juntos para impedir que os têxteis acabem em aterros e, ao mesmo tempo, para fechar o ciclo têxtil. Para saber mais, visite:

O que é a Recolha de Vestuário

Como funciona a Recolha de Vestuário

É possível comprar roupas produzidas com impacto ambiental limitado a um preço acessível?

O conceito de negócio da H&M envolve a oferta de moda e qualidade aos melhores preços. Alcançamos este objetivo comprando diretamente aos fabricantes e dispondo de processos logísticos eficientes e de armazéns próprios, sem comprometer os nossos requisitos de sustentabilidade. Além disso, estamos sempre atentos aos custos. Optamos por transportar as mercadorias por mar, o que, para além de ser mais barato, resulta em menos emissões de dióxido de carbono do que o transporte aéreo (mais dispendioso).

Fazemos todos os esforços para apoiar os nossos fornecedores, de modo a garantir que os métodos de produção têm em conta a saúde dos clientes e dos trabalhadores, bem como o ambiente. Todos os nossos fornecedores que trabalham com processos que utilizam água, tais como o tingimento ou a lavagem, têm de tratar as águas residuais. A qualidade das águas residuais na nossa cadeia de abastecimento tem de cumprir os níveis de qualidade definidos pelo Water Group da Business for Social Responsibility (BSR) ou pelas leis locais aplicáveis, regendo-se pelos que forem mais rígidos. Estes requisitos fazem parte do nosso programa de auditoria aos fornecedores.

Também restringimos a utilização de químicos perigosos por meio de uma lista de restrições, a cujo cumprimento todos os nossos fornecedores estão contratualmente obrigados. A nossa lista de restrições de químicos é atualizada regularmente desde 1995, datando a última atualização de 2013. Em 2013, também apresentámos as nossas primeiras “listas positivas”, para ajudar os nossos fornecedores a escolherem os produtos químicos que estão em conformidade com as nossas restrições.

Para a H&M, não existe conflito de interesses entre preços acessíveis e baixo impacto ambiental.

Como garantem que não é utilizado trabalho infantil na produção das vossas roupas?

Os auditores da H&M realizam verificações regulares para garantir que não trabalham menores nas fábricas. É extremamente raro que o trabalho infantil seja utilizado pelos fornecedores da H&M ou respetivos subcontratantes. Caso se detete o recurso ao trabalho infantil, a H&M exige ao fornecedor que assuma a responsabilidade e que trabalhe em conjunto com a H&M e com as famílias para encontrar uma solução que melhor sirva os interesses das crianças. É então realizada uma investigação para definir a melhor forma de resolver a situação, com base nos interesses das crianças.

Em muitos casos, a solução irá envolver uma contribuição financeira da parte do fornecedor, para que as crianças tenham acesso à educação e de modo a compensar as famílias pela perda de rendimentos. Se a H&M descobrir que um fornecedor ou qualquer um dos seus subcontratantes transgride repetidamente esta interdição ao trabalho infantil, o contrato é simplesmente rescindido.

Trabalhamos com a UNICEF desde 2004 para proteger os direitos de algumas das crianças mais pobres do mundo. De momento, prestamos auxílio a mais de dois milhões de crianças e aos adultos à sua volta no âmbito de dois projetos, na Índia e no Bangladeche, conhecidos como All for Children. 25% do preço de venda da nossa coleção anual, All for Children, e donativos adicionais da H&M financiam estes projetos, tendo sido angariados até à data cerca de dez milhões de euros.

Os cosméticos da H&M são testados em animais?

Não são feitos testes em animais com os nossos cosméticos, nem durante a produção nem com os produtos acabados.

Como podem garantir que os vossos produtos de lã de merino não implicam o esfolamento dos animais?

O bem-estar dos animais é importante para a H&M, e não aceitamos os maus-tratos aos animais. Não nos envolvemos em quaisquer práticas de esfolamento, e compramos apenas a fornecedores que garantam que estas práticas não estão presentes na produção da sua lã de merino.

Qual é a política da H&M relativamente aos produtos feitos com pelo e couro?

A H&M não vende pelo verdadeiro. A H&M só vende couro de gado ovino, suíno, caprino e bovino que tenha sido criado para a produção de carne, e não apenas pela sua pele. Não é permitido mais nenhum tipo de couro nos produtos vendidos pela H&M.

Como posso saber onde foram produzidos os meus artigos da H&M?

Todos os produtos da H&M têm o país de origem indicado na etiqueta.

Como pode a H&M garantir que os seus produtos não contêm químicos nocivos?

Naturalmente, a saúde e a segurança dos nossos clientes é uma prioridade para nós. É por isso que trabalhamos ativamente para restringir a utilização de produtos químicos. As nossas restrições são das mais rígidas da indústria e, muitas vezes, vão bastante além das exigências legislativas. Todos os fornecedores que produzem para a H&M são contratualmente obrigados a cumprir a nossa lista de restrições.

Aplicamos o princípio da precaução. Isto significa que somos proativos na restrição dos químicos, mesmo que não exista certeza científica quanto ao risco que constituem para os seres humanos. Testamos regularmente os nossos produtos – quer sejam fabricados por nós ou por terceiros – de modo a garantir que não contêm químicos nocivos. A H&M baniu os compostos perfluorados (PFC) de todos os seus produtos em 2013. Também fazemos parte do programa Roadmap to Zero, que ambiciona eliminar totalmente as descargas de produtos químicos perigosos.

Porque são tão baixos os salários dos trabalhadores fabris?

Concordamos que os salários são demasiado baixos nalguns países de produção. Garantir que todos os trabalhadores da indústria têxtil consigam viver do seu salário tem sido, desde sempre, a nossa visão, tal como declaramos no nosso Código de Conduta.

Em novembro de 2013, desenvolvemos um novo roteiro baseado na nossa visão: a necessidade de todos os nossos fornecedores comerciais pagarem aos trabalhadores um salário justo, que cubra as suas necessidades básicas. Um elemento importante é que as práticas de compras da H&M o permitam; por outro lado, este requisito baseia-se numa força de trabalho qualificada cujos salários sejam negociados e revistos anualmente, envolvendo representantes de sindicatos ou dos trabalhadores democraticamente eleitos. Assim, o roteiro permite-nos fornecer aos trabalhadores as ferramentas de que necessitam para negociarem os seus salários, e nós apoiamo-los neste processo.

É importante lembrar que a H&M não detém nem opera as fábricas que fabricam os nossos produtos. Por isso, não definimos nem pagamos os salários dos trabalhadores fabris. Ainda assim, temos a grande responsabilidade de nos envolvermos, de todas as formas possíveis, e de promovermos salários mais elevados nos países de produção. Visamos contribuir para o desenvolvimento positivo a longo prazo e salários mais elevados para os trabalhadores fabris através da nossa estratégia salarial holística.

Como é que a H&M verifica se os seus fornecedores cumprem o seu Código de Conduta?

Empregamos a tempo inteiro auditores cuja função é verificar o cumprimento do nosso Código de Conduta. Durante as auditorias, eles revêm uma lista com mais de 300 pontos relativos às condições de trabalho, ao ambiente de trabalho, etc. Após cada auditoria, agrupamos os resultados num relatório que indica onde são necessárias melhorias, e é definido um prazo para o fornecedor nos enviar um plano de ação. Em seguida, os auditores visitam as fábricas para acompanhar a implementação destas ações. A H&M também apoia os trabalhos de melhoria dos fornecedores através de formação e projetos variados. Saiba mais acerca do nosso Código de Conduta.

Porque é que a H&M tem os seus próprios auditores?

Ao fazermos as nossas próprias auditorias, obtemos de imediato uma visão completa do nível de cumprimento dos nossos requisitos sociais e ambientais por parte dos nossos fornecedores. Além disso, a integração da sustentabilidade nas nossas operações quotidianas é uma prioridade-chave para a H&M. Os nossos auditores realizam uma auditoria primária aprofundada no processo de escolha dos fornecedores. Em seguida, têm de tomar uma decisão final sobre se um fornecedor ou uma fábrica em particular cumpre os nossos requisitos mínimos.

Só podem ser feitas encomendas a fábricas com a aprovação dos nossos auditores. Todas as fábricas aprovadas durante esta avaliação inicial são sujeitas ao nosso Programa de Auditoria Completo. Este programa permite-nos monitorizar constantemente o progresso feito por cada fábrica e solucionar quaisquer questões de não-conformidade que possam surgir. Qualquer não-conformidade identificada requer que o fornecedor esboce um plano de remediação, o qual é posteriormente acompanhado por nós. Fornecemos ou facilitamos apoio adicional para a implementação deste plano, sempre que necessário.

As auditorias de verificação independentes adicionais realizadas pela Fair Labor Association (FLA) garantem a qualidade do nosso programa de auditoria e ajudam-nos a melhorar os nossos métodos. Isto é importante, pois esforçamo-nos por resolver as causas de raiz das não-conformidades com transparência, confiança e sustentabilidade. A participação na FLA também nos proporciona muitas oportunidades para cooperar com outras empresas e organizações parceiras da FLA, com o intuito de melhorar os padrões de trabalho na nossa cadeia de abastecimento.

O que está a H&M a fazer para tornar a produção de algodão mais sustentável?

A H&M está constantemente a trabalhar para melhorar as condições da produção de algodão. O nosso envolvimento ativo na Better Cotton Initiative (BCI), de cuja comissão diretiva somos membros, é uma destas iniciativas. A ambição da BCI é permitir que milhões de agricultores de todo o mundo produzam algodão de forma mais benéfica para a comunidade agrícola e para o ambiente. Saiba mais acerca da BCI.

A H&M também oferece roupas feitas com algodão orgânico. O algodão utilizado nestas roupas é 100% orgânico, certificado por organismos de certificação independentes, como o Control Union ou o IMO. Também incorporamos algodão orgânico nalgumas das roupas para criança e bebé. Continuamos a dizer aos produtores de algodão que existe procura para o algodão orgânico e encorajamo-los a mudar da produção convencional para a biológica. A H&M é agora um dos principais utilizadores de algodão orgânico a nível mundial. Saiba mais sobre a certificação de algodão orgânico.